terça-feira, 3 de agosto de 2010

Desejo..'


Não vou dizer que suas palavras não expressam nada..mas diante do desenho dos teus labios, elas são insignificantes.
Não me importo se seus olhos fixam-se diretamente em mim, mas o brilho deles me faz perder qualquer noção de direção.
Percebo também que não preciso exatamente de carinhos, mas da presença de suas mãos sobre mim.
Que sua voz me comove mesmo que você não perceba que meus ouvidos estam atentos.

Na verdade...na real verdade.
Eu me apaixonei foi pelo teu corpo...pela tua presença física....fora qualquer tipo de sentimentalismo....no apse da atração...
Eu desejo...desejo
Eu só desejo,
Eu tendo contato com teu corpo,sinto muito,mas o que você pensa não significa absolutamente nada.
Eu quero que faça... que se mova.
Que me olhe não como menina, mas como mulher.
Que me beije não com amor, mas com vontade.
Que me toque não com carinho, mas com sensualidade.
Que não seja mágico, que seja real, vivo e carnal.

Sem almas...
O que eu quero é o teu corpo...e de preferência disposto...
Bem disposto...a me saciar...

(Carolinie Martins)

2 comentários:

Leo disse...

Transpira, em cada verso, um misto de desejo seguido por uma necessidade de atitude de outrem, um texto ótimo, exala sinceridade a cada palavra, parabéns :]

CaroIinie Martins disse...

Obg! Léo... vindo de você...isso é prêmio! Beeijos.